segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Micro franquias com ênfase em serviços ganham mercado

Manutenção de jardins e piscinas, reparos rápidos em imóveis, reforço escolar, consertos de equipamentos, passeios com animais e cuidadores de pessoas idosas são alguns dos serviços que, antes, eram prestados por profissionais autônomos e agora são oferecidos por redes de franquias.

O número de empresas especializadas em atender a clientes dispostos a pagar mais por serviços práticos tem crescido no Rio Grande do Norte. O setor está em plena fase de expansão, principalmente, em função de redes de franquias, que apostam nesse segmento para obter lucratividade. As micro franquias na área de serviços são uma das novidades do Salão de Franquias da Feira do Empreendedor, que termina neste domingo, no Centro de Convenções de Natal.

Manutenção de jardins e piscinas, reparos rápidos nos imóveis, reforço escolar, consertos de equipamentos, passeios com animais e cuidadores de pessoas idosas são alguns dos serviços que, antes, eram prestados por profissionais autônomos e agora passaram a ser oferecidos por empresas especializadas. O maior grupo desse segmento, o Zaiom Brasil Franquias, participa do salão por acreditar no potencial do Rio Grande do Norte. O grupo espera abrir dez novas franquias no RN, além das cinco já existentes. “Detectamos no RN uma grande demanda para as nossas marcas”, ratifica consultor técnico do grupo, Valdecir Carlos de Jesus.

A Zaiom ficou conhecida em todo o País por criar as franquias Dr. Faz Tudo, Home Angels, Amigo Computador, The System, Dog Relax e Dr. Jardim, cujas características principais são disponibilizar a pessoas de alto poder aquisitivo serviços práticos que antes eram realizados por profissionais autônomos. “Nosso foco é serviço para os públicos A e B”, reforça o consultor do grupo, que cresce em média 10% ao mês. Para montar uma das sete franquias da rede, é preciso um investimento total de R$ 20 mil. Mas, a rentabilidade do franqueado chega a 30%, segundo Valdecir Carlos.

SALÃO

As franquias da organização estão sendo apresentadas como idéias de negócios para quem deseja abrir uma empresa com baixos riscos e em sintonia com as necessidades dos consumidores. Essa é uma das características do Salão de Franquias. Todos os 16 expositores apresentam sugestões de negócios diferenciados e que vão estar em alta nos próximos anos. “Esses espaço foi estruturado para oferecer modelos de negócios de acordo com as tendências que o mercado está exigindo. Com o aumento do número de idosos, será preciso profissionais para cuidar dessa população. Por isso, temos aqui a franquia Home Angels”, justifica o coordenador do Salão de Franquias, Leonel Pontes. Segundo ele, a franquia é ideal para quem deseja abrir uma empresa, mas não possui know how necessário. “O índice de mortalidade entre as franquias é de 5%, bem abaixo da taxa média 50%”. Isso porque o negócio já é testado, os processos são padronizados, tem marca consolidada e os riscos são menores.

A aposta é tão acertada que existem corporações especializadas em preparar empresas para virar franquia. A pernambucana Francomp é uma dessas formatadoras de franquias, que ajudam marcas a expandirem para outras localidades através do sistema de franchising. Presente no salão, a Francomp foi responsável pela formatação de parte das franquias potiguares que existem no mercado, como Pittsburg, Tirinete, Open Doors e Bombom Café. “O Rio Grande do Norte, assim como todo o Nordeste, tem um grande potencial para esse tipo de sistema. Hoje, já temos mais de 50 franquias formatadas na região”, contabiliza o diretor da Francomp, Walter Félix, que vê na Feira do Empreendedor uma excelente oportunidade de expansão dos serviços da marca. “A feira gera um forte canal de vendas e ainda reforça a divulgação das franquias estabelecidas”.

A expectativa é que até o encerramento a Feira do Empreendedor some 14 mil visitantes. “Estamos muito surpresos, pois, nesta edição, não registramos uma demanda grande para crédito. A maioria dos empreendedores vem em busca de orientações e análises mercadológicas. Isso significa que eles estão mais em busca de capacitação, ideias de negócios que possam ser viáveis e sustentáveis do que de recursos”, analisa o coordenador da Central de Atendimento do Sebrae-RN no evento, Edwin Aldrin.

Por: Cleonildo Mello - Agência SEBRAE de Notícias RN

Um comentário:

Robby disse...

Bons Tempos.,
Gostaria de informar que os Domínios:
www.microfranquia.com
www.microfranquia.net

Estão devidamente registrados e disponiveis para a venda.

Caso exista interesse em adquiri-los favor contatar.

Atenciosamente.,

Robinson
brazilbusiness@bol.com.br