terça-feira, 17 de março de 2009

Qualidades importantes para a boa condução dos negócios

Comprometimento, integridade e senso de responsabilidade são algumas das características de um bom empreendedor

Veja, a seguir, algumas dicas para conduzir bem os negócios.

1. Ter total comprometimento, determinação e perseverança
A dura realidade de construir um empreendimento é altamente exigente e estressante. O empreendedor deve estar preparado para "abrir mão" de muitas coisas. Para isso, ganhará muitas vantagens em relação às outras pessoas, se for totalmente comprometido, determinado e perseverante. Esses aspectos podem, eventualmente, compensar algumas desvantagens que possa ter.

2. Ser guiado pela auto-realização e pelo crescimento
Os empreendedores são os próprios iniciadores. São dirigidos internamente pelo forte desejo de competir, de exceder os próprios limites. Definem e perseguem metas desafiadoras.

3. Ter senso de oportunidade e orientação por metas
Os empreendedores são orientados e dirigidos por metas e pelas atividades decorrentes delas. Estabelecem metas altas, porém atingíveis. Isso os habilita a focar suas energias e a ser seletivos na escolha de oportunidades. Ter metas e direção definidas também os ajuda a definir prioridades e a medir e comparar o próprio desempenho.

4. Tomar iniciativa por responsabilidades pessoais
Os empreendedores desejam colocar-se em situações nas quais são pessoalmente responsáveis pelo sucesso ou pelo fracasso de operações. Gostam de tomar a iniciativa na resolução de problemas.

5. Persistência na resolução de problemas
Os empreendedores bem-sucedidos possuem elevado grau de determinação e intenso desejo de superar obstáculos e barreiras, resolver problemas e completar o trabalho. Não são intimidados pela dificuldade da situação. Também não se precipitam na superação dos empecilhos que possam impedir seu negócio. Os empreendedores são persistentes, mas também realistas.

6. Possuir auto-conhecimento e senso de humor
Os empreendedores apresentam grande consciência de suas forças, de suas fraquezas e do próprio nível de competitividade. Eles são friamente realistas sobre o que podem e o que não podem fazer. Não se iludem. Demonstram a habilidade de conservar o senso de perspectiva, o otimismo e o humor até mesmo nas situações mais difíceis.

7. Buscar e obter feedback
Os empreendedores mostram um insaciável desejo de saber se são bem-sucedidos. Eles sabem que precisam obter feedback continuamente. Buscar e usar feedback constitui um hábito essencial para aprender com os erros e a lidar com o inesperado. Por essa razão, os bons empreendedores são freqüentemente descritos como excelentes ouvintes e pessoas de rápida aprendizagem.

8. Chamar a responsabilidade para si
Os empreendedores acreditam em si mesmos. Pensam que o sucesso ou o fracasso de seu empreendimento não será governado pelos fatos, pela sorte ou por alguma influência externa. Acreditam que os resultados de suas realizações dependem de seu próprio controle e influência.

9. Demonstrar tolerância ao stress, à ambigüidade e a incertezas
As incertezas são componentes inerentes a todo empreendimento. Nesse ambiente, os empreendedores se defrontam com atividades indefinidas e incertas que mudam continuamente, e o tempo nunca parece ser o suficiente. Precisam encarar as adversidades com naturalidade, como apenas um obstáculo a mais a ser transposto.

10. Procurar correr riscos moderados
Os empreendedores bem-sucedidos, quando tomam uma decisão, agem de maneira calculada, muito bem pensada e avaliada, fazendo todo o possível para adquirir vantagens a seu favor, evitando riscos desnecessários.

11. Ter pouca necessidade de status e de poder
Os empreendedores são guiados pela sede de realização e de criação, não pela sede de status e de poder. Ironicamente, suas realizações, muitas vezes, lhes trazem essas condições. Mas é importante reconhecer que status e poder são o resultado de suas atividades, e não necessidades que devem impulsioná-los ou motivá-los.

12. Ser íntegro e confiável
A integridade e a confiabilidade são a "cola" e a fibra que unem o sucesso pessoal e as relações de trabalho, fazendo-os perdurar. Infelizmente, a ambição demasiada freqüentemente seduz alguns aspirantes a empreendedores a comprometer sua integridade, fazendo-os, muitas vezes, perder uma grande oportunidade mais adiante.

13. Ser decidido, urgente e paciente
Um dos paradoxos com os quais os empreendedores se defrontam é a necessidade simultânea de obter soluções imediatas e de alcançar resultados no longo prazo. É necessário, portanto, ter paciência para gerenciar essas ações. O empreendedor é, ao mesmo tempo, um realizador e um visionário.

14. Lidar bem com o fracasso
Outra característica importante observada nos empreendedores bem-sucedidos é a habilidade de utilizar possíveis fracassos como exemplos de aprendizagem. Bons empreendedores são realistas o suficiente para superar dificuldades. Em conseqüência disso, não se desapontam, não se desencorajam ou se deprimem frente a qualquer obstáculo ou fracasso.

15. Ser formador de equipes
As pessoas que criam e que desenvolvem um empreendimento não devem centralizar todas as tarefas em si. Reconhecem que raramente é possível construir um empreendimento substancial trabalhando sozinhas. Portanto, montam equipes de trabalho. Demonstram rara habilidade de reconhecer e despertar o talento que existe dentro das pessoas conferindo responsabilidades iguais e dividindo méritos pelas realizações.

Fonte:
http://www.sebrae.com.br/uf/paraiba/integra_bia?ident_unico=247

Um comentário:

André disse...

Muito bom artigo! Gostei bastante. Também gosto muito do tema do empreendedorismo. Visite-me: www.tribolider.com